Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Crianças de seis anos e suas perguntas pós-teatro

15 de outubro de 2018
Tempo de leitura: 2 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 0
Compartilhar 0

Na semana passada, o espetáculo Numvaiduê foi apresentado na Fábrica de Cultura Parque Belém, na Zona Leste de São Paulo. Crianças de seis anos acompanharam a sessão. Horas depois, recebemos por whatsapp o relato escrito por nossa produtora artística, Marcella Castilho. Sabe aqueles textos que nos deixam orgulhosos?!

No Dia dos Professores, achamos que valia a pena resgatar essas palavras e aproveitar para agradecer a tantos profissionais dedicados, fundamentais na formação de uma sociedade mais cidadã e de crianças que reconhecem a arte como fundamental.

Queridos,

preciso compartilhar!
Fiquei muito emocionada com as crianças hoje na Fábrica de Cultura Parque Belém. Foram super educados na hora da entrada, distribuindo “Bom Dia!” e sorrisos!

Durante a apresentação, prestaram muita atenção e ficaram em silêncio. Assim que terminou o espetáculo, comentavam uns com os outros o que tinham assistido enquanto aguardavam para sair e comer o lanche.

Diante de tantas coisas que estamos passando e vendo todos os dias, fui agradecer aos professores e dar os parabéns pelo trabalho que eles têm feito com estas crianças.

Sentei e, enquanto falava com uma professora, as crianças foram chegando e sentaram em volta. Começamos a conversar.

Todos têm 6 aninhos, menos a Belinha que tem 5 aninhos e é uma criança especial: ela não fala, mas as coleguinhas traduziam a felicidade da Belinha!

– Tia, a Belinha é a que está mais feliz! É a primeira vez que ela sai da escola e da casa dela!

A Belinha abre um sorriso e me dá um abraço! Já me emocionei.

A partir daí, vieram os comentários:

– Hoje é o dia mais feliz! Nunca fui ao teatro!

– Tia, fiquei com o olho bem aberto, mas uma hora fechei bem forte para ver se era verdade!

– Tia, como faz para subir ao palco? Nunca vi um palco!

A esta altura, já estávamos sentados no palco.

Outra criança me pergunta:

– Tia, por que Deus faz a noite e fica escuro?

Nossa! Quantas perguntas um espetáculo pode gerar! Agora fui eu quem questionei:

– Professora, pode nos ajudar com esta?

xxxxxxxx

O espetáculo Numvaiduê está circulando pelo estado de São Paulo com apoio do Programa de Ação Cultural (ProAC). As apresentações são gratuitas e abertas ao público em geral, sendo necessária a retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

Confere as próximas datas no mês de outubro:

17/10
Teatro Lauro Gomes (Rua Helena Jacquey, 171 – Rudge Ramos, São Bernardo do Campo)
Horário: 10h e 14h30

26/10
Casa de Cultura Flávio Craveiro (Av. Lenin, 200 – Dom Pedro I, São José dos Campos)
Horário: 10h e 14h



Categorias


Lá do arquivo

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.